sexta-feira, 30 de março de 2012

Agência do governo de Obama determina que uso que a Pepsi faz de células derivadas de bebês abortados é “negócio normal” – Lipton tea, Gatorade, Denty

A empresa Pepsi, que lançará o novo produto Pepsi Next nas próximas semanas, está enfrentando um boicote mais forte enquanto ativistas pró-vida protestam contra o uso que a empresa faz de células derivadas de um feto abortado em pesquisas de realçamento de sabores. Mas a Pepsi teve sucesso, com a ajuda do governo de Obama, em seus esforços de impedir que seus acionistas pudessem examinar suas operações polêmicas.
Numa decisão dada em 28 de fevereiro, a Comissão de Título e Câmbio Americana (CTCA) determinou que o uso que a PepsiCo faz de células derivadas de bebês abortados permanece em seu acordo de pesquisa e desenvolvimento com Senomyx para produzir realçadores de sabores, constituindo “operações normais de negócios”.
Boicote contra a Pepsi
A carta assinada pelo advogado Brian Pitko do Gabinete do Promotor Público Chefe da CTCA foi enviada em resposta a um documento de 36 páginas apresentado pelos advogados da PepsiCo em janeiro de 2012. Nesse arquivamento, a PepsiCo apelou para que a CTCA rejeitasse a Resolução dos Acionistas apresentada em outubro de 2011 de que a empresa “adotasse uma política de empresa que reconheça os direitos humanos e empregue padrões éticos que não envolvam restos de seres humanos abortados tanto em acordos de desenvolvimento e pesquisas participativas quanto privadas”.

George A. Schieren, principal advogado da PepsiCo, comentou que a resolução deveria ser excluída porque “lida com assuntos relacionados às operações normais de negócios” e que “certas tarefas são tão fundamentais para administrar uma empresa no dia a dia que eles não deveriam ser sujeitos à supervisão dos acionistas”.
Debi Vinnedge, diretora-executiva de Filhos de Deus pela Vida, a organização que desmascarou a colaboração entre PepsiCo e Senomyx no ano passado, ficou “pasma com a apatia e insensibilidade” tanto dos executivos da PepsiCo quanto do governo de Obama.
“Não estamos falando sobre que tipo de canetas a PepsiCo que usar — estamos falando sobre tirar proveito dos restos de um bebê abortado para obter lucro”, disse ela. “Usar rins de embriões humanos (HEK-293) para produzir realçadores de sabores para suas bebidas não tem nada a ver com operações rotineiras!”
A PepsiCo também pediu que a resolução fosse excluída porque “inquiria com demasiada profundidade em assuntos de natureza complexa sobre as quais os acionistas não têm capacidade de fazer uma avaliação informada”.
“Em outras palavras, a PepsiCo pensa que seus acionistas são burros demais para compreender o que a PepsiCo está fazendo com os restos de crianças abortadas”, declarou Vinnedge. “Pois bem, eles estão para descobrir exatamente como o público é realmente esperto quando ele aumentar a pressão no boicote mundial!”
O senador Ralph Shortey, de Oklahoma, apresentou o projeto de lei SB1418 que proíbe a venda de produtos que são desenvolvidos ou contêm restos de bebês abortados. No caso dos produtos da Pepsi, as células derivadas dos bebês abortados não terminam no produto final.
“Elogiamos o senador por sua atitude corajosa”, comentou Vinnedge. “O público já está evitando todas as bebidas da Pepsi e a Pepsi Next é só isso — o próximo produto a se evitar!”
Até o momento, o boicote mundial se expandiu para incluir Canadá, Alemanha, Polônia, Inglaterra, Irlanda, Escócia, Espanha, Portugal, Austrália e Nova Zelândia.
Para mais informações, visite o site Children of God for Life.
Traduzido por Julio Severo do artigo de LifeSiteNews: Obama agency rules Pepsi use of cells derived from aborted fetus ‘ordinary business’
Fonte: http://www.juliosevero.com/

quarta-feira, 28 de março de 2012

‘Pó milagroso’ ajuda a crescer novo dedo em um Norte americano


Lee Spievak, com 69 anos, perdeu um pouco mais de um centímetro da ponta do dedo médio em um acidente com um avião de aeromodelismo. Mas o dedo voltou a crescer e hoje parece ser completamente normal.Como? Essa é a parte mais incrível. Não foi através de transplante. O Sr. Lee fez crescer novamente a ponta de seu dedo. O irmão do Sr. Lee, Alan, trabalha no campo da Medicina Regenerativa e enviou para ele o pó. Durante dez dias ele aplicou o pó em seu ferimento. “No segundo dia eu já pude ver o crescimento. A cada dia crescia mais. Finalmente o ferimento se fechou e era um dedo. (…) Levou cerca de quatro semanas antes de haver fechado”.
” Ele afirma que possui “tato completo e movimento pleno”.O pó milagroso veio da Universidade de Pittsburg, nos EUA, do laboratório do Dr. Stephen Badylak que prefere chamar o composto de matriz extracelular.O pó é feito de tecido de bexiga de porco e, depois de desidratado, pode ser utilizado na forma de folhas ou pó. Apesar de o processo parecer simples, envolve uma ciência complexa.O pó ajudaria ao corpo a enviar sinais de que não deveria formar cicatriz, mas sim fazer crescer o membro novamente.No futuro é possível que a técnica possa reparar órgãos danificados e pele com queimaduras severas.

segunda-feira, 26 de março de 2012

Estrondos, tremores e vibrações abalam a cidade de Clintonville, Wisconsin – EUA

Algo estranho está ocorrendo em Clintonville, no estado de Wisconsin – EUA, mas ninguém parece saber o que é. Sons, descritos como canos metálicos vibrando, metais se chocando, trovão e pequenas explosões têm ocorrido desde o domingo à noite (18/3) em somente uma parte da pequena cidade de 4.600 habitantes.
As autoridades de Clintonville dizem estar procurando pelas respostas deste mistério. A polícia disse que por volta das 21h30min de domingo as pessoas começaram a relatar sons similares a explosões, provenientes do subsolo, os quais estavam chacoalhando suas casas. Policiais na área confirmaram os relatos. O fenômeno, até agora, parece afetar somente uma área de um raio de oito quarteirões da região noroeste da cidade.
Lisa Kuss, a administradora da cidade, disse que inspecionaram os encanamentos subterrâneos de gas e água, mas nada fora do normal foi encontrado.
Nenhum dano foi reportado e ninguém foi evacuado da área em questão.
Kuss diz que o próximo passo será para as autoridades se reunirem e mapearem os relatos dos ruídos, para tentar encontrar um padrão, ou qualquer outro detalhe que possa indicar o que esteja acontecendo.
Ela também diz que as autoridades tentarão contatar outras autoridades no estado para tentar encontrar uma explicação geológica para o incidente.
Segue abaixo uns do poucos videos que ainda não foram removidos da internet.

http://youtu.be/WrY0lEmPcEg

quarta-feira, 21 de março de 2012

Obama decreta Lei Marcial em tempo de paz! Confisco da propriedade privada e trabalhos forçados



Em um movimento impressionante, em 16 de março de 2012, Barack Obama assinou uma Ordem Executiva dizendo que o Presidente e seus Secretários, especificamente designados, têm agora autoridade para comandar todos os recursos internos dos EUA, incluindo comida e água.
A OE também afirma que o Presidente e seus Secretários têm autoridade para sequestrar todos os transportes, energia e infra-estrutura dentro dos Estados Unidos, bem como à força requisitar cidadãos norte-americanos para o serviço militar. A OE faz também uma vaga referência no que diz respeito a utilização de cidadãos americanos para executar “exigências de trabalho” para fins de defesa nacional.
Não só isso, a autorização contida na OE não se aplica apenas para emergências nacionais ou tempos de guerra. Pode ser usada também em tempos de paz.
…………
Alguns certamente estão começado a se perguntar por que o presidente assinou uma ordem desse tipo. E por que assinar esta ordem justamente agora?

Será por causa da iminente guerra com o Irã e uma Terceira Guerra Mundial que provavelmente vai resultar deste conflito? Será por causa da bomba-relógio chamada Economia que está apenas a um passo da desintegração total? Será por causa de um crescente sentimento de ódio ao seu governo por parte da populaçõa em geral? Será que vai haver um cataclismo da natureza, da qual não temos conhecimento?
A ordem executiva permite que governo e empresas roubem propriedade privada.
A lei permite que Obama, o presidente a “tomar as medidas necessárias para assegurar a disponibilidade de recursos adequados e capacidade de produção, incluindo serviços e tecnologia crítica, por necessidades de defesa nacionais” em caso de uma “ameaça potencial à segurança dos Estados Unidos.”
Mais recente Obama demonstra mais uma vez que o executivo vai continuar a violar a Constituição, nomeadamente o artigo I, Seção 1, que afirma: “Todos os poderes legislativos conferidos serão confiados a um Congresso dos Estados Unidos, que será composto de um Senado e Câmara dos Deputados. ”
Qualquer promulgação da lei pelo executivo é feito em excesso de Jurisdição e é por definição traição.
Ordens Executivas Fascistas

Bill Clinton 12.919 , assinado em 6 de junho de 1994.
Clinton 12919 seguiu uma série de ordens anteriores executivos, permitindo o governo a roubar sua propriedade – e também forçá-lo a ser um trabalhador escravo – Durante uma “Emergência nacional” declarada, o governo deu-se a autoridade para apreender toda a comunicação (da televisão estações de rádios CB), confiscar todos os recursos de alimentos, incluindo fazendas e equipamentos agrícolas), assumir o controle de todos os transportes (incluindo o seu carro da família), e obrigá-lo a ponto de bala “, sob supervisão federal de” trabalhar como um escravo.
Defesa Nacional de Preparação de Recursos é um exemplo clássico de fascismo. Ele permite o governo de roubar propriedade privada e infra-estrutura de propriedade pública e entregá-lo aos seus parceiros corporativos preferenciais sob o disfarce de uma emergência nacional:
“(b) prever a modificação ou ampliação das instalações de propriedade privada, incluindo a modificação ou melhoramento dos processos de produção, ao tomar ações nas seções 301, 302, ou 303 da Lei, 50 USC App. 2091, 2092, 2093, e
(c) vender ou transferir o equipamento de propriedade do Governo Federal e instalados sob a seção 303 (e) da lei, 50 USC App. 2093 (e), para os proprietários de tais plantas, fábricas ou outras instalações industriais.
Filósofo fascista e ditador italiano Benito Mussolini usou o seu princípio de uma “nação em armas” para roubar a propriedade privada dos cidadãos. Mais recente Obama declara o direito de fazer o mesmo. Mussolini criou o corporativismo fascista – a filosofia do “Estado corporativo” – e Obama sob a direção de Goldman Sachs e transnacionais controladoras das empresas e Bankster actualiza esta doutrina corporativa-estatal, incluindo a capacidade de roubar a riqueza privada e realizada sob o pretexto de uma emergência nacional.
Lei Marcial
Administrações anteriores instaladas as bases para o movimento autoritário de Obama. Sob Reagan, agências executivas foram concedidos poderes de emergência abrangentes, não só para agarrar infra-estrutura e propriedade privada, mas também reunir os cidadãos e colocá-los em campos de concentração e forçá-los em brigadas de trabalho escravo.
Durante as audiências, o Irã-Contra, em 1987, foi revelado que o programa foi um “cenário e broca” secreto desenvolvido pelo governo federal a suspender a Constituição, declarar a lei marcial, atribuir os comandantes militares para assumir governos estaduais e locais, e deter um grande número de cidadãos americanos determinada pelo governo para ser “ameaças à segurança nacional.”
DDAA Obama foi estabelecido para fornecer o mecanismo legal para a tarefa militar para prender ativistas e outros direcionados pelo governo. Antes da DDAA, o Patriot Act, a Lei de Comissões Militares e outros programas relacionados, o governo criou Rex 84 e, em particular Plot Operação Garden , um plano operacional para usar o Exército, Força Aérea, Marinha e Marine Corp, em apoio direto a operações de controle de pertubação civis. Desde então, acrescentou numerosos elementos sob a rubrica de Continuidade de Governo, a guerra global sobre a perturbação do terror, civil e resposta de emergência.
Com a escassamente coberto pela Lei Nacional de Emergência Estabelecimento Centers , a Lei de Comissões Militares , e a recente DDAA vela pelo Congresso, e uma balsa de menor legislação e directivas inconstitucionais, estamos começando a ver os contornos de um estado policial.
Mídia Corporativa Ignora Defesa Nacional de Preparação de Recursos
A pesquisa do Google Notícias produz virtualmente nenhuma menção do último ataque de Obama sobre a Constituição da mídia estabelecimento. Os meios de comunicação alternativos começaram a cobrir a última ordem executiva de Obama a partir do momento em que foi postado no site da Casa Branca na sexta-feira, mas a mídia corporativa permanece em silêncio.
Deveria ser notícia de primeira página. É um ataque direto sobre a Constituição e permite ainda uma ditadura do poder executivo e lhe permite explorar um “espectro de emergências” e lhe permita confiscar a propriedade privada e transformar cidadãos em escravos.
Como John Adams observou, o próprio fundamento da Constituição repousa sobre o conceito de propriedade privada. “No momento em que a idéia é admitido na sociedade de que a propriedade não é tão sagrada quanto as leis de Deus”, escreveu Adams, “anarquia e tirania começam. Propriedade deve ser protegida ou a liberdade não pode existir. ”
Fonte: Infowars
Via Prova Final
Este decreto foi publicado no site WhiteHouse.gov, na sexta-feira 16 de Março de 2012, em nome da proteção dos recursos da Defesa Nacional.
Veja aqui o decreto (Tradução mais abaixo)
Resumindo, a lei marcial em tempo de paz acaba de ser declarada, e dá ao presidente o poder absoluto, sendo o único tomador de decisões em termos de “defesa nacional”!
A Lei marcial em tempo de paz é uma preparação, uma espécie de rascunho da que virá bem ordenada.
Em que consiste esse decreto?
Sob essa ordem, os Chefes de Gabinete da Agricultura, da Energia, da Saúde e dos serviços Sociais, dos Transportes, da Defesa e do Comércio podem requisitar alimentos, animais, fertilizantes, máquinas agrícolas, energia, mas também os recursos de agua, transporte civil (veículos, barcos, aviões), e outros materiais, incluindo materiais de construção, de onde eles estiverem disponíveis.
Este será provavelmente o motivo pelo o qual o governo “chipou” fazendas com dispositivos GPS, para que saibam exatamente onde ir quando eles precisarem.
Especificamente, o governo está autorizado a alocar materiais, serviços e instalações que considere necessário ou conveniente. Ele decide os meios necessários ou convenientes para a segurança nacional.
Mais precisamente, alguns norte-americanos (agricultores …) acabam de ser simplesmente desapropriados dos seus bens!
Esta lei permite também a subvenção a empresas privadas:
Prever a alteração ou ampliação de instalações privadas, incluindo a modificação ou melhoria do processo de produção, quando se toma medidas ao abrigo dos artigos 301, 302, ou 303 da Lei, 50 USC App. 2091, 2092, 2093,
Venda ou transferência de instalações industriais para o governo federal nos termos da seção 303 (e) da lei, 50 USC App. 2093 sem o consentimento dos proprietários ou notificação. Patrões e funcionários acabam de perder os seus direitos.
Materiais de construção, alimentos como carne, manteiga ou açúcar, pneus, combustível para veículos, roupas, etc … Tudo pode agora ser repartido/limitado!
Sob este novo decreto, os chefes de gabinete estão autorizados a emprestar dinheiro, fornecer garantias de empréstimo e até mesmo subsidiar os pagamentos das taxas de mercado (sem contratos?), para tudo o que precisarem.
Declarar a lei marcial em tempo de paz abre a porta para uma guerra iminente. Ela não foi decretada porque é bonita, ela está aí para servir o governo americano…
Esta guerra pode tomar a forma de uma guerra civil nos Estados Unidos, a situação económica é grave e a dívida fora de medida. Mas a falta de dinheiro numa nação imperialista, como os Estados Unidos, conduzirá inevitavelmente a uma outra guerra … esta será Global.
Fonte: WikiStrike

segunda-feira, 19 de março de 2012

Crânio perfurado por uma bala com 10mil anos de idade


Em 1921, o Museu Britânico recebeu um crânio humano achado por trabalhadores que exploravam uma mina de zinco, situada na colina de Broken Hill, no Zambia (antiga Rodesia do Norte).
Os paleontólogos chamaram-no de “Homem de Broken Hill” ou “Homem da Rhodesia”.Trata-se de um homem moderno: da raça Cro-Magnon, que viveu há seis ou sete mil anos.
Ele pertence a um indivíduo alto e de idade avançada para a época: uns cinquenta anos de idade.Porém, estudando o crânio perceberam duas coisas: Uma delas aparentemente inexplicável, aquele homem, que havia vivido a milhares de anos atrás, tinha sofrido de una enfermidade dental.
E a segunda, mais inexplicável ainda, no lado esquerdo da caveira havia um buraco redondo de bordo plano. A limpeza da ferida sugere que foi causada por um projetil em alta velocidade, como uma bala.
No outro lado a caveira está destruida como por ação do projetil ao sair do crânio.
Segundo o professor Mair, de Berlín, pareciam buracos de entrada e saída exatamente iguais aos que deixaria uma bala moderna.
Porém, este objeto enigmático não é único.
Existe a caveira de um uro (tipo de bisonte extinto) que foi encontrado próximo do Rio Liena, na URSS
Ela apresenta um buraco perfeitamente redondo e polido, parecido uma ferida de bala. O uro viveu ainda muitos anos depois de ser ferido.
Estas caveiras sugerem a surpreendente possibilidade de que há muitos milenios a agressividade humana já teva à sua disposição instrumentos mais sofisticados do que simples flechas de sílex…

sábado, 17 de março de 2012

Garota engravida de chimpanzé e revoluciona a ciência

Um caso misterioso ocorrido em Manicoré, interior do Amazonas, tem chamado a atenção de cientistas de todo o mundo. Uma jovem, de apenas 19 anos de idade, está grávida de um macaco chimpanzé. Na tarde deste sábado (25), alguns médicos e cientistas, brasileiros, japoneses, argentinos, americanos, e também uma equipe da NASA, estiveram no Amazonas para analisar o caso da garota.

A jovem, cujo nome está sendo preservado para não causar constrangimento, manteve a gravidez em sigilo até a barriga crescer e denunciar. Os pais foram os primeiros a saberem, mas não acreditaram na versão dada pela jovem, de que o pai seria o macaco.

O repórter de G17.com.br, Felipe Fernando Fonseca Fagundes Farias, conversou com os pais da jovem, neste sábado (25). A mãe da garota, disse que só acreditou na história quando os médicos confirmaram que o DNA do bebê que está sendo gerado pela garota, tem o DNA do macaco.

Já o pai, disse que desconfiava que a filha tinha um chamego com o macaco, mas achou que era apenas carinho de ser humano para animal de estimação. “Ela dormia na cama com o macaco, mas não imaginei que eles faziam algo demais”, disse o pai.

Sobre o futuro, o pai afirma que o melhor é promover o casamento da garota com o Chimpanzé. A mãe é contra.


DNA comprova que o filho que a jovem espera é do macaco Chimpanzé. Caso aconteceu no interior do Amazonas.

Fonte: G17.com.br

sexta-feira, 16 de março de 2012

Prefeito mobiliza São Francisco de Paula, RS, para ‘fim do mundo’ em 2012


Apesar de não ser posição oficial, prefeito orienta a estocar comida.
Segundo ele, já há quem procure o município para morar.
Vinicius RebelloDo G1 RS
14/03/2012
Localizada 907 metros acima do nível do mar, a cidade de São Francisco de Paula, a 112 quilômetros de Porto Alegre, pode atrair mais do que os turistas que visitam a região para curtir o frio e as belas paisagens. Para o prefeito Décio Colla, pela altitude a cidade está preparada para receber pessoas que tentam se proteger de possíveis desastres naturais relacionados ao dia 21 de dezembro de 2012. De acordo com o calendário Maia, a data marca o fim de um ciclo de 5.125 anos. Para os mais catastrofistas, o encerramento do período poderia significar o “fim do mundo”, com terremotos, tsunamis e enchentes por todo o planeta.
Há dois anos, Colla se aprofunda em teorias da geofísica e da astrofísica, além de estudos encontrados na internet. Ele afirma que países de primeiro mundo estão se preparando para possíveis catástrofes, enquanto o Brasil ficou de fora. “Não podemos ficar sentados chupando sorvete e esperando acontecer alguma coisa. Temos de agir”, disse o prefeito, que tem 67 anos, ao G1.
Segundo ele, o município já recebe novos moradores que temem ver confirmada a profecia dos maias, apesar de ainda não saber informar o número de pessoas. Se pudesse, o homem que administra o município garante que já teria adotado medidas prevenindo a população. “Como homem público, fica difícil fazer alguma coisa no momento. Não posso nem estocar a merenda escolar, pois tenho que apresentar as contas zeradas no final de cada mês.”
“Mesmo quem não acredita, deve estar preparado. Há inúmeros fatores que levam a gente a pensar que isto pode se confirmar. Em outros países já existe esta preocupação, menos no Brasil. Não estamos nem aí sobre estas explosões solares que atingem nosso planeta”, alertou.
Apesar de não ser uma postura oficial do município, a orientação que o prefeito passa aos moradores é que mantenham em casa sempre uma reserva considerável de sal, arroz, feijão e água. Ele lembra que, em grandes desastres, produtos e serviços desaparecem, deixando a população sem condições de sobrevivência. “Na minha casa, vou estar preparado para ficar de dois a três meses sem serviço nenhum. Pelo menos um mingauzinho eu vou ter para comer”, garantiu

Comerciante estoca mantimentos
Comerciante no município, Luiz Henrique Valim é um exemplo de morador que já toma medidas caso alguma catástrofe realmente aconteça. Em casa, ele afirma ter um estoque capaz de alimentar 50 pessoas por um ano. Segundo ele, são 108 quilos de arroz, 40 de feijão, 108 metros de tecido, entre outras coisas.
Além de prefeito de São Francisco de Paula, Décio Colla também é médico e trabalha em hospitais da região serrana do estado. Para ele, estas explosões solares que atingem a Terra podem ser um indício de que o planeta está entrando em uma nova fase. “Os biofísicos sabem que todo nosso sistema planetário está se transformando. Com estas mudanças, é possível sim que ocorram estes desastres naturais.”
Por estar muito acima do nível do mar, é muito difícil que um tsunami alcance a Serra do Rio Grande do Sul. Mesmo assim, o prefeito diz que a região não está livre do perigo. “O que pode atingir a Serra são tremores, tempestades, coisas desta natureza. De qualquer forma, temos de estar preparados”, afirma. “É claro que cada um toma a sua decisão. O que eu quero é ter a consciência tranquila, porque se eu tenho uma série de informações, tenho que repassá-las”, completou.
FONTE -G1

quinta-feira, 15 de março de 2012

O lado negro de ser doador de órgãos


O blog Paranoia Sociedade Anonima, quer deixar claro que não é contra a doação de órgãos e que tem total conciencia da importância desse procedimento para salvar vidas, mas defende acima de tudo que seja de forma correta humanitária e digna a família e ao doador.
Não é fácil ser doador de órgãos. Mesmo que você autorize, ainda em vida, que os médicos aproveitem o que puderem do seu corpo para transplante, o sucesso depende de como você morre.
Muitos tipos de óbito são causados por falência do coração ou da respiração, o que deteriora os órgãos rapidamente e os torna imprestáveis. Por isso, a maioria das legislações (incluindo a do Brasil) define que a retirada de partes do corpo de um paciente só pode ser feita após o diagnóstico de morte encefálica, ou morte cerebral. Mas será que esse critério é preciso?
Se houver assinatura prévia sua ou de seus parentes, a sua família perde os direitos sobre o seu corpo assim que você for declarado morto. E a declaração é feita com base na morte cerebral. Por essa razão, tem havido muitas discussões para determinar o que pode ser considerado morte encefálica e o que não pode.
Na rotina dos hospitais, o exame que se usa para chegar a uma conclusão é rudimentar. O médico checa os reflexos corporais com testes simples, tais como espirrar água gelada nos ouvidos para ver se os olhos tremem. Quando um doutor precisa de uma resposta mais exata, geralmente recorre ao teste de apneia, ou seja, a suspensão da respiração.
Este experimento, feito em pacientes que respiram por aparelhos, é simplesmente desligar a máquina e ver se ele continua respirando. Se não, a morte cerebral é registrada. O problema é o seguinte: depois que o paciente “reprova” no teste de apneia, os médicos recolocam os aparelhos nele. Ele volta a respirar, o coração volta a bater, a temperatura e as funções vitais se mantêm. Tudo lembra um ser humano vivo, exceto o fato de que a morte cerebral foi declarada.
Muitos médicos não gostam da ideia de considerar morta uma pessoa que ainda conserva todas as funções vitais, mesmo que com ajuda da tecnologia. Mas os órgãos já podem ser retirados de um paciente nestas condições se houver autorização.
Como se trata de operar um corpo “morto”, não se usa anestesia. Já houve muitos relatos em que o “cadáver” reagiu aos cortes com bisturi, apresentando pressão arterial elevada e batimentos cardíacos crescentes. Em 1999, houve até o caso de um paciente que teria se mexido durante a retirada de órgãos. Neste caso o “morto” disse em entrevista que chegou a ouvir o médico declará-lo como tal.
Geralmente, tais reações são classificadas como reflexos naturais. Mas a ciência ainda não comprovou que um paciente nestas condições está realmente morto e não sente dor.
Por essa razão, as autoridades médicas haviam determinado, no passado, que a morte cerebral só pode ser declarada se o encéfalo não emitir mais ondas cerebrais. Até 1971, era obrigatório constatar que o cérebro não emitia mais ondas (o que é um sinal de falência do córtex), através da eletroencefalografia (EEG, na sigla em inglês).
Desde então, esta checagem foi considerada desnecessária, apesar de vários estudos indicarem que muitas das vítimas de morte encefálica ainda emitiam ondas cerebrais.
Não é nada barato receber um órgão em um país como os Estados Unidos, onde todo o sistema de saúde é privatizado. O custo total de um transplante (incluindo os procedimentos antes e depois da cirurgia) por lá fica em 750 mil dólares (o equivalente a R$ 1,35 milhão).
Cada doador pode fornecer em média 3,3 órgãos, ou seja, seu corpo “vale” mais de dois milhões de dólares (algo em torno de 3,6 milhões de reais). Mas nenhum hospital compra órgãos de voluntários, a doação é realmente uma doação. Esta situação incentiva diretamente o tráfico de órgãos.
Considerando este panorama desigual, aumenta o número de pessoas que lutam pelos direitos dos doadores de órgãos, ainda que (supostamente) mortos. Alguns cientistas pedem por maior cuidado na hora de diagnosticar um óbito como “morte cerebral”. Além disso, defendem que deve haver uma leve anestesia mesmo no caso de morte encefálica comprovada, já que há estudos indicando que pode haver dor, mesmo neste estágio. [WallStreetJournal, Foto]
Fonte: http://hypescience.com

O MERCADO NEGRO DE TRAFICO DE ORGÃOS


Um antropólogo da Universidade Estadual de Michigan, que passou mais de um ano infiltrado no mercado negro de rins humanos, publicou o primeiro estudo de campo que descreve as terríveis experiências que as pessoas mais pobres passam, devido ao tráfico de órgãos.
Monir Moniruzzaman entrevistou 33 pessoas que venderam seus rins, em Bangladesh, e descobriu que eles tipicamente não recebem o dinheiro prometido e ainda carregam sérios problemas de saúde, que os deixam deprimidos, envergonhados e algumas vezes sem poder trabalhar.
Moniruzzaman comenta que as pessoas que vendem seus órgãos são exploradas por pessoas desonestas. A maior parte dos receptores dos órgãos são pessoas de Bangladesh que vivem em locais como os Estados Unidos, a Europa e o Oriente Médio. Como esse tipo de comércio é ilegal, os vendedores forjam os documentos para indicar que o vendedor e o receptor são parte da mesma família.
De acordo com Moniruzzaman, médicos, hospitais e empresas relacionadas fecham os olhos para esses atos ilícitos porque acabam lucrando com isso.
A maior parte das 33 pessoas de Bangladesh teve o rim removido na fronteira com a Índia. Geralmente, o vendedor pobre e o receptor rico se encontram em um local médio, e o transplante é realizado no momento.
“Isso é um sério tipo de exploração das pessoas mais pobres. Seus corpos viram negócios para prolongar a vida dos mais ricos”, comenta o pesquisador.
O trabalho inclui as experiências de Mehedi Hasan, um jovem de 23 anos que vendeu parte do fígado para um receptor rico de da capital de Bangladesh, Dhaka. Como muitos dos residentes pobres do país, Hasan não sabia o que um fígado era. O vendedor explorou isso, e disse que faria Hasan rico.
O receptor morreu pouco depois do transplante. Hasan recebeu apenas parte do dinheiro prometido, e agora está muito doente para trabalhar, andar longas distâncias e até respirar propriamente. De acordo com Moniruzzaman, ele pensa constantemente em se matar.
Os vendedores de órgãos geralmente conseguem suas “presas” através de anúncios falsos. Um deles, em um jornal de Bangladesh, prometia recompensar o doador de rim com um passaporte para os Estados Unidos. Moniruzzaman coletou mais de 1.200 anúncios similares para o estudo.
O comércio de órgãos está crescendo em Bangladesh, um país onde 78% da população vive com menos de dois dólares por dia (R$ 3,60). O preço médio por um rim é de 100 mil takas (cerca de R$ 2.510), um valor que tem baixado muito devido à intensa oferta.
Uma mulher anunciou que estava vendendo sua córnea para que pudesse alimentar a família. A justificativa era que precisava de apenas um olho para ver. O transplante não aconteceu, mas Moniruzzaman afirma que já houveram casos de córneas sendo vendidas.
Moniruzzaman afirma ser importante notar que a maior parte dos vendedores não fazem “escolhas astronômicas” no preço dos órgãos, pois são manipulados. Ele comenta que o mercado global de órgãos é um fenômeno relativamente recente – tornou-se possível com os avanços médicos dos últimos 30 anos, e representa uma das formas mais grotescas de exploração humana.
Para combater esse tipo de tráfico, o autor recomenda, entre outros passos:
Pressão global. Os Estados Unidos deveriam ter um papel ativo em pressionar os governos estrangeiros a entenderem o problema e acabar com os vendedores, receptores, médicos e pessoas envolvidas no negócio.
Transparência e garantia. O governo deveria garantir que todos os centros tenham registro para transplantes, e verificar a relação entre os doadores e os receptores.
Doação de órgãos após a morte. Países como Bangladesh não possuem um sistema em que as pessoas possam doar seus órgãos após morrer.
Moniruzzaman afirma que, realmente, o tráfico de órgãos não vai deixar de existir. “Mas com esforços colaborativos, podemos reduzir significativamente essa terrível violação dos direitos humanos”, diz. [ScienceDaily]

segunda-feira, 12 de março de 2012

A mentira das sacolinhas...


A mentira das sacolinhas...

Os supermercados diziam gastar R$ 200.000.000 (Duzentos Milhões) de

Reais distribuindo “ De Graça” 7.000.000.000 (7 Bilhões ) de

Sacolinhas de plastico todo ano aos consumidores e que cada Sacolinha

tinha um custo em torno de R$ 0,04 (4 Centavos) de Real.

Acontece que primeiro isso é uma grande mentira.

Os 200 milhões já estavam Embutidos nos custos do supermercado e eram

pagos pelos clientes. Assim como é a luz, a limpeza e até o sorriso

dos caixas.

Tudo pago por você consumidor.

Os Grandes supermercados (Extra, Pão de Açúcar, Carrefour), numa

compaixão inédita a favor do meio ambiente se uniram para exterminar o

uso de sacolinhas de plástico que eram dadas aos clientes, tudo isso

pensando apenas no meio ambiente.

Outra grande mentira.

Uma simples conta de matemática prova essa mentira.

Ao invés de “dar” as sacolinhas (venda disfarçada dentro dos outros

produtos) os supermercados agora irão Vender (diretamente) aos

consumidores sacolinhas biodegradáveis (Mais uma mentira que falaremos

depois) ao custo de R$ 0,19 (Dezenove centavos) de Real cada.

5 vezes o valor da antiga Sacolinha.

E ai que entra a mágica. 7 Bilhões de Sacolinhas ao custo de 19

centavos cada vão gerar aos supermercados um ganho anual de R$

1.330.000.000 (UM BILHÃO E TREZENTOS E TRINTA MILHÕES ) DE REAIS POR

ANO.

Mesmo que apenas METADE das pessoas que vão a supermercado comprem

sacolinhas ainda serão R$ 665.000.000 (SEICENTOS E SESSENTA E CINCO

MILHÕES) DE REAIS POR ANO. - 3 vezes mais do que ELES JÁ GANHAM

ATUALMENTE.

Mas e as Sacolinhas Biodegradáveis?

Bem as sacolinhas são biodegradáveis apenas se elas forem corretamente

condicionadas em usinas de compostagem.

Acontece que essas usinas NÃO EXISTEM, NÃO FORAM CONSTRUIDAS e talvez

lá por 2014 a primeira comece a funcionar... E OLHE LÁ.



Outra GRANDE MENTIRA que os supermercados usaram para Banir as

sacolinhas de plástico foi a desculpa sem vergonha que durante as

chuvas, essas sacolas entupiam as boca de lobo e provocavam enchentes.

Por que ?

Porque as pessoas usavam as sacolinhas para jogar lixo fora (Uê isso

não era conhecido como reciclagem ?).

Mas agora elas terão que comprar Sacos de lixo para esse fim, Não é ?!

SÓ QUE ISSO É MELHOR AINDA PARA OS SUPERMERCADOS.

Como?

Outra simples conta de matemática.

Cada pessoa que reciclava as sacolinhas de plástico usa em media três

por dia para condicionar o lixo (uma no banheiro, uma na cozinha e

mais uma na pia da cozinha para resto de comida).

Pois bem.

Isso dá em media 90 sacolinhas por mês, usadas para jogar lixo fora (3x30=90).

Os supermercados vendem o pacote vendem um pacote com 100 sacos de

lixo em media por R$ 12 (Doze) Reais.

Então durante um ano uma pessoa vai gastar 1080 sacos de lixo (12x90)

e vai precisar comprar 11 pacotes de saco de lixo (11*100 = 1100)

gastando R$ 132 (Cento e Trinta e dois) Reais.

Preço razoável, certo !?

ERRADO!!!

Lembra dos 7 Bilhões de Sacolinhas que os Supermercados “davam” todo ano.

Se eu divido esses 7 Bilhões por 100 eles serão equivalentes a

70.000.000 (SETENTA MILHÕES ) de Pacotes de sacos de lixo com 100

unidades cada.

70 Milhões de pacotes vezes os R$ 132 por ano que cada pessoa vai

precisar pagar para jogar o lixo fora vão gerar Um lucro aos

Supermercados (que vão vender esses sacos de lixo) R$ 9.240.000.000

(NOVE BILHÕES E DUZENTOS E QUARENTA MILHOES) de Reais.

Ou seja, dane-se a sacolinha ecológica eles querem mesmo é que você

compre Saco de lixo pois eles vão ganhar 7 vezes mais.

Indignado ?

Então passe essa mensagem para frente e mostre a verdade para aqueles

que ainda fazem papel de idiota defendendo essa canalhice

domingo, 11 de março de 2012

É oficial: Grécia entrou em falência

A Grécia entrou oficialmente em incumprimento, declarou esta sexta-feira a Associação Internacional de Swaps e Derivados (ISDA na sigla do inglês). Os credit default swaps (CDS), uma espécie de seguro que os investidores podem subscrever para cobrir a eventualidade de um país deixar de pagar o que deve, podem agora ser acionados.
De acordo com a Reuters, a decisão foi tomada de forma unânime pelo Comité da ISDA por causa do programa de troca de obrigações gregas, onde a adesão voluntária chegou aos 86%. Isso permitiu ao país acionar as cláusulas de ação coletiva, e impor as mesmas condições do perdão aos outros credores, alargando o âmbito da operação para 95% do total da dívida nas mãos dos privados.
Com esta ação, a ISDA considera que está criado na Grécia um evento de crédito.
Com a possibilidade de ativar os CDS, os investidores podem reduzir as perdas com a dívida grega, sendo «indemnizados» por este meio. A Reuters avança que contratos de credit default swaps sobre obrigações gregas no valor de 3,16 mil milhões de dólares podem ser ativados.
Segundo o programa de troca de obrigações, os investidores trocam a dívida que detinham por novas obrigações, com menor valor. Na prática, os investidores assumem perdas reais de mais de 70% com essa dívida. Para quem se precaveu com a compra de CDS, as perdas serão agora mitigadas.
O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schauble, afirmou, ainda antes desta decisão ser conhecida, que a decisão da ISDA não impediria a provação do segundo resgate à Grécia.
O resultado do programa de troca de dívida mereceu elogios doFMI e de Bruxelas.
Na reunião desta tarde, o Eurogrupo aprovou a entrega de 35,5 mil milhões de euros à Grécia, para a aplicação do programa e para pagamento de juros. Já a diretora-geral do FMI, ChristineLagarde, anunciou que vai propor um novo empréstimo à Grécia de 28 mil milhões de euros.
O ministro das Finanças do país, Evangelos Venizelos, considerou que a adesão dos privados não foi um favor, e sim algo feito «em benefício próprio».
Na sequência do programa, a Fitch cortou o rating do país para «incumprimento parcial», juntando-se assim à Moody’s e à Standard & Poor’s.
FONTE: Fim dos tempos.net

sábado, 10 de março de 2012

HACKER PROCURA UFOS NA NASA E É PRESO

O hacker britânico Gary McKinnon, 36 anos, será extraditado aos Estados Unidos por ter acessado os computadores do Pentágono e da Nasa. Se for considerado culpado, sua pena pode chegar a 70 anos de prisão mais multas em torno de US$ 1,75 milhão.
Seu crime? Baixar documentos confidenciais, instalar um programa que tornou "inoperante" o distrito militar de Washington, destruir 1,3 mil contas informatizadas e se apropriar de 950 senhas.
Sua motivação? Procurar dados que pudessem provar a existência dos OVNIs (objetos voadores não-identificados).

Essa foi a notícia divulgada nos sites brasileiros em 2005. Agora, a pergunta "Será que ele achou o que procurava?" não foi feita em nenhum momento. Até agora. Numa entrevista reveladora à Spencer Kelly, publicada pela revista Wired e pela BBC (abaixo é um resumo do que encontrei de bom nas duas versões), Gary fala do que achou por lá:

Kelly: Qual foi a sua motivação?
McKinnon: Eu estava em busca de tecnologias escondidas, jocosamente referidas como tecnologias alienígenas. Enquanto países são invadidos por causa de petróleo e velhos pensionistas sequer podem pagar suas contas de combustível, governos secretos sentam em cima de tecnologias como a energia-livre (também conhecida como Energia Ponto Zero).

Kelly: Você achou algo na sua busca por evidências de OVNIs?
McKinnon: Certamente que sim. Há o chamado The Disclosure Project. É um livro com testemunhos de 400 pessoas das mais diversas, de controladores de tráfego aéreo civil e militar à responsáveis por lançamento de mísseis nucleares. São testemunhas muito críveis, e falam que sim, há energia livre, há antigravidade, e são tecnologias alienígenas em sua origem, e que nós capturamos naves alienígenas e fazemos engenharia reversa nelas.

Kelly: Como o incidente de Roswell em 1947?
McKinnon: Acho que esse foi o primeiro e que houveram outros. Essas testemunhas nos deram sólidas evidências.

Kelly: Que tipo de evidências?
McKinnon: Uma expert em fotografia da NASA disse que havia um prédio de Nº 8 no Johnson Space Center, onde eles regularmente apagam digitalmente OVNIs das imagens de alta-resolução dos satélites. Eu invadi a NASA e pude acessar esse departamento. Eles tinham enormes imagens em alta-resolução nos seus arquivos. Minha conexão de 56k (isso foi há anos) era muito lenta pra baixar essas imagens. Enquanto tentava, eu tinha acesso remoto ao computador deles e, ajustando minha tela pra cores em 4-bit e baixa resolução, consegui ver brevemente uma dessas imagens. Era um objeto em forma de cigarro, prateado, com domos geodésicos em cima, embaixo, nos lados e nas duas pontas. Estava flutuando no espaço, com a Terra abaixo dele. Não havia soldas visíveis nem parafusos. Nao havia referência quanto ao tamanho do objeto e a foto foi tirada provavelmente por um satélite. Esse objeto não parecia feito por humanos ou com qualquer coisa que tenhamos criado.

Kelly: Não podia ser a obra de um artista?
McKinnon: Não sei... pra mim, foi mais do que uma coincidência. Essa mulher disse: "Isso é o que acontece, neste prédio, neste Space Centre". Eu fui nesse exato lugar e vi exatamente o que ela disse!

Kelly: Você tem uma cópia disso?
McKinnon: Não. O visualizador funciona quadro a quadro. É uma aplicação Java, então nada é salvo na sua máquina, ou se é, é apenas um quadro.

Kelly: Então você tem esse quadro?
McKinnon: Não. Eu fui descoberto e desconectado, então perdi a imagem. Mas também consegui planilhas de Excel. Uma era intitulada "Non-Terrestrial Officers". Ela continua nomes e postos de pessoas da Força Aérea dos EUA que não são registradas em mais nenhum lugar. Também continha informações sobre transferências de navios para navios, mas eu nunca vi o nome desses navios em nenhum outro lugar.

Kelly:Não poderia ser um tipo de jogo de estratégia militar ou o desenvolvimento de situações hipotéticas?
McKinnon: Os militares querem ter domínio do espaço. O que achei poderia ser um jogo... é difícil dizer com certeza.

Kelly: Alguns dizem que sua motivação sobre UFOs é uma distração para mascarar atividades nefastas.
McKinnon: Eu estava procurando por essas informações antes e depois de onze de setembro. Se eu quisesse distrair alguém, não escolheria a ufologia, já que ela me expõe ao ridículo.


Pois é... só sei que extraditaram uma pessoa de seu país e querem prendê-la por 70 anos simplesmente por invadir o computador errado... MUITO errado... Com certeza não era o PC onde os militares brincam de jogos de guerra.

sexta-feira, 9 de março de 2012

Enorme bola de fogo cai nos EUA

Autoridades dos Estados Unidos receberam inúmeras ligações na última quarta feira sobre uma enorme bola de fogo que estava iluminando os céus. O objeto ficou visível por cerca de 15 minutos, de acordo com o serviço meteorológico de Sullivan, em Wisconsin.
A bola de fogo foi vista na região norte, movendo-se de oeste para o leste, e, antes que chegasse ao horizonte ela sumiu. Algumas testemunhas dizem que ela se quebrou em pedaços menores antes de desaparecer. Um tremor atingiu áreas próximas.
Ela foi vista também em Ohio, Missouri, Indiana e Illinois, além de Wisconsin. O vídeo mostra o objeto explodindo no céu.
Não há dado oficial que determine o que causou a bola de fogo. Mas especula-se que seja devido a uma chuva de meteoros chamada Gamma Virginids, que teve um pico de atividade no período.
Também não se sabe se alguma parte do meteorito chegou ao chão. Segundo a NASA, a fricção do objeto com a atmosfera teria criado a aparência de “bola de fogo”.
Fonte: CNN

Avião espacial já está voando há um ano


O avião espacial secreto da aeronáutica americana, X-37B, fica mais misterioso a cada dia. Criado para ficar nove meses em órbita na Terra, a segunda cópia do avião, conhecido como Veículo Orbital de Teste 2, já está no espaço há um ano – e continua forte.
Existe apenas um problema. Nós ainda não sabemos exatamente para que o avião de quase 10 metros de comprimento está lá.
Desde que a nave foi lançada, em abril de 2010, a aeronáutica insistiu que o X-37 é um programa puramente científico. Mas analistas comentam que a nave espacial, que é lançada para o espaço como um foguete, mas retorna à Terra como um avião, é capaz de muito mais. Ela poderia ser um espião em órbita – em essência, um satélite mais manuseável. Ou poderia ser usada contra satélites inimigos.
Com um valor estimado em um bilhão de dólares (R$ 1,75 bi), a nave poderia até enviar suprimentos para Estação Espacial Internacional. Em outubro, o responsável pelo programa, Art Grantz, propôs construir um modelo ainda maior, o X-37C, que poderia carregar astronautas para a estação e preencher o espaço deixado pela NASA.
Apesar de improvável, o X-37B poderia funcionar até como bombardeiro orbital. “Você poderia colocar munições ali”, comenta Eric Sterner, analista do Instituto Marshall.
O último rumor foi de que o tempo estendido da nave em órbita é para realizar passagens próximas à Estação Espacial Chinesa, que está em órbita desde setembro, mas ainda sem astronautas a bordo. Alguns analistas comentam que o caminho do X-37 quase atravessa o da estação. Outros afirmam que ambos iriam se cruzar a uma velocidade milhares de metros por segundo, tornando a espionagem impossível. “Se os Estados Unidos realmente quisessem observar a estação de Tiangong, existem formas mais suficientes de fazer isso sem precisar do X-37B”, comenta Brian Weeden, da Fundação pela Segurança Mundial.
Alguns acreditam que o avião espacial vai criar uma nova linha de financiamento governamental, preservando-se mesmo enquanto outros sistemas espaciais são desativados. A aeronáutica está dando um grande incentivo para que os cortes de orçamento não sejam tão fundos. A eficiência do X-37 mostra que sua performance foi muito além do antecipado. [GizModo]

quarta-feira, 7 de março de 2012

Traição: Hacker entrega todo o grupo Anonymous


De acordo com o FBI, este é Sabu, o líder da LulzSec, e o Rei dos Anonymous – com certeza o hacker mais notório e influente vivo. Um problema: ele acaba de entregar os outros membros para a polícia.
O nome Sabu deve soar familiar: ele foi a cabeça dos legendários ataques contra a CIA, FBI, Sony e outras companhias e organizações governamentais. Mas, de acordo com a Fox News, o deus dos hackers não apenas é Hector Xavier Monsegur, um nova-iorquino desempregado de 28 anos, como também tem colaborado com o governo por meses, levando a uma série de prisões no mundo inteiro. Ainda é incerto quantos serão delatados, através da colaboração de nove meses com os agentes federais.
De acordo com a Fox News, em 15 de agosto de 2011, Monsegur se afirmou culpado para mais de dez acusações relacionadas à sua atividade de hacker. Nas semanas seguintes, ele trabalhou quase diariamente com o FBI, ajudando a identificar e retirar outros membros do alto escalão da LulzSec e do Anonymous.
O homem que que ajudou a internet a celebrar o #FuckFBIFridays estava fazendo isso diretamente da mesa do FBI. Mas isso porque ele possuía filhos:
“Não foi fácil convencê-lo”, afirma um oficial envolvido no caso. “Foi por causa de seus filhos. Ele não queria ir preso e deixa-los. Foi assim que o pegamos”.
De acordo com a Fox, Sabua começou a trabalhar para o FBI em junho, logo após ser preso – é incerto qual sua situação atual. O que é claro é que as autoridades conseguiram dar o troco, após quase um ano de humilhações vindas do Anonymous:
“Isso é devastador para a organização”, afiram o oficial do FBI. “Nós estamos cortando a cabeça da LulzSec”.
Apesar da LulzSec ter se mantido dormente no último semestre, Sabu continuava sendo uma imagem cultuada. A revelação de que ele se vendeu pode ter consequências um tanto devastadoras, psicologicamente e logisticamente.

segunda-feira, 5 de março de 2012

Terceira Guerra Mundial deve iniciar este ano, alerta líder russo


Neste final de semana, cerca de 110 milhões de russos votarão para escolher quem comandará o destino da Rússia pelos próximos seis anos, novo prazo de mandato presidencial russo.
Segundo o maior centro de estudos da Rússia, 59,5% dos eleitores apoiam a reeleição de Vladimir Putin. O líder comunista Gennady Zyuganov tem 16,3% da intenção de votos; o bilionário Mikhail Prokhorov 8,6%; o nacionalista Vladimir Zhirinovsky 8,3%, e o social-democrata Sergey Mironov 5,6%.
Durante a campanha, algumas declarações surpreenderam, pois lembravam mais a Rússia do tempo da Guerra Fria do que o país que vive uma democracia desde 1989. A maior dificuldade hoje parece ser a política externa, por conta dos apoios à China e alguns países árabes.
Vladimir Zhirinovsky, líder do Partido Liberal-Democrático e candidato presidencial da Rússia assustou seus eleitores ao advertir que a Terceira Guerra Mundial pode começar ainda este ano, durante o verão europeu (entre junho e setembro). De acordo com o político, o foco do próximo conflito será no Oriente Médio, especificamente o Irã e a Síria.
De acordo com o plano dos EUA, insiste Zhirinovsky, o conflito será desenvolvido da seguinte forma: após a queda de Bashar al-Assad na Síria, os norte-americanos apoiarão um golpe militar no Irã. Por sua vez, isso aumentará as tensões entre outros países da região. ”Após dominar a Síria durante o verão, os EUA vão atacar o Irã. Azerbaijão vai aproveitar para anexar novamente a região de Nagorno-Karabakh.
Isso causaria revolta na Armênia, mas a Turquia apoia o governo do Azerbaijão. Cria-se assim um conflito entre Armênia, Azerbaijão e deverá envolver o país vizinho da Geórgia. A Rússia será obrigada a proteger as suas fronteiras do sul e haverá uma “luta em várias frentes ao mesmo tempo”, disse Zhirinovsky durante uma entrevista à estação de rádio Mayak.
Analisando a situação atual, o candidato nacionalista disse que o conflito internacional foi iniciado pela EUA há 20 anos atrás, e desde então só cresce.
“Na verdade, a Terceira Guerra Mundial começou em janeiro de 1991, quando eles fizeram o Iraque atacar o Kuwait. Até agora, os Estados Unidos e seus aliados já tentaram ocupar sete países árabes. Em seguida, eles devem tentar controlar a Rússia e a China através de todos estes territórios do sul”, disse ele.
A justificativa para isso tudo seriam objetivos econômicos, disse Zhirinovsky. “Petróleo e energia são a base de tudo. Mas hoje [os EUA] não produzem o suficiente, por isso pretendem controlar todas as nações geradoras da energia do mundo. Já ocuparam os árabes e a Ásia Central. Vão tentar assumir o Irã, que exporta 20% do petróleo mundial . Em seguida, controlarão quase 70% das exportações, excetuando a Rússia e outros países como a Venezuela”.
Em seu programa presidencial, Vladimir Zhirinovski define os Estados Unidos como “a única fonte de agressão que possui uma política incompatível com os modelos de segurança global”.
Ele é famoso por difamar seus adversários políticos, instigando brigas físicas no parlamento e fazer discursos inflamados contra o Ocidente em geral e os judeus em particular. Seu ódio por Israel é bastante conhecido. No passado, ele defendeu o uso de armas nucleares contra os rebeldes chechenos e para retomar o Alaska dos EUA.
Traduzido e adaptado de Rússia News e Acontecer Cristiano
FONTE: Fim dos tempos.net

domingo, 4 de março de 2012

O mistério das “Crianças Índigo”


De acordo com uma teoria divulgada há certo tempo, uma nova geração de crianças teria surgido nos últimos anos, seriam as chamadas “Crianças Índigo ou Cristal”.
Segundo esta teoria, estas crianças, embora não comprovado cientificamente, fariam parte da geração Y, por possuírem habilidades fora do comum, se destacando entre os demais.
Para a pseudociência e parapsicologia, estas crianças “especiais” seriam as responsáveis por implantar uma Nova Era na humanidade.
Além dos atributos sensoriais, como hipersensibilidade auditiva e tátil, as crianças também apresentam um comportamento diferente, como:
- Chegam ao mundo com sentimento de realeza e a curto tempo se comportam como tal;
-Têm a sensação de ter uma tarefa específica no mundo, e se surpreendem quando os outros não a partilham;
-Têm problemas de valorização pessoal e a curto prazo dizem a seus pais quem são;
-Custa-lhes aceitar a autoridade que não oferece explicação nem alternativa;
-Sentem-se frustrados com os sistemas ritualistas que não requerem um pensamento criativo;
-A curto tempo encontram formas melhores de fazer as coisas, tanto em casa como na escola;
-Parecem ser anti-sociais, a menos que se encontrem com pessoas como eles;
-Não reagem pela disciplina da culpa;
-Questionam frequentemente os dogmas religiosos, não os aceitando naturalmente como tradição familiar;
-Não são tímidos para manifestar as suas necessidades.
Indigo no Brasil
No Brasil o mais próximo destas características acima citadas foi verificado na chamada Síndrome de Asperger, que é uma síndrome do espectro autista, porém não comporta atraso ou retardo global no desenvolvimento cognitivo ou da linguagem do indíduo.
De acordo com especialistas, as características da Síndrome de Asperger são:
- Interesses específicos e restritos ou preocupações com um tema em detrimento de outras atividades;
- Rituais ou comportamentos repetitivos;
- Peculiaridades na fala e na linguagem;
- Padrões de pensamento lógico/técnico extensivo;
- Comportamento socialmente e emocionalmente impróprio e problemas de interação interpessoal;
- Problemas com comunicação;
- Habilidade de desenhar para compensar a dificuldade de se expressar verbalmente;
- Transtornos motores, movimentos desajeitados e descoordenados.
- Segundo alguns estudos, apresentam imaginação e criatividade fantasiosa mais reduzida do que uma criatividade com bases em fatos.
Mas, será mesmo que, mesmo sendo crianças com habilidades especiais, elas seriam capazes de mudar o mundo? Bem, espera-se que sim!
Fonte: http://fraape.blogspot.com

sábado, 3 de março de 2012

Irã diz que já planeja ataque que varrerá Israel do mapa em apenas 9 minutos


Eles já anunciam: Irã planeja ataque que poderá “varrer Israel do mapa em 9 minutos”
Nos últimos anos, Irã e Israel vivem um clima tenso, de ameaças mútuas e de um ataque iminente. O Pentágono já deu indício ao que espera para os próximos meses uma ofensiva israelense. Um colaborador próximo de Ali Khamenei, líder supremo iraniano, disse que já o aconselhou a atacar primeiro.
Alirezza Forghani, chefe-estrategista de Khamenei, divulgou parte de um relatório em que o aiatolá afirma: “está mais do que na hora de varrer Israel do mapa”. Temendo a crescente pressão internacional para seu desarmamento, foi desenhado pelo Irã um plano de ataque arrasador.
A ação militar duraria apenas nove minutos, atacando em primeiro lugar os distritos com elevada taxa de população. Os mísseis Shahab 3 seriam responsáveis por matar 60% da população judaica só na primeira investida.
Posteriormente, seriam disparados todos os mísseis Sejil a partir de Teerã, tendo como alvo as usinas nucleares em Dimona e Nahal Sorek. Mais tarde, os mísseis iranianos seriam lançados sobre a infra-estrutura básica do Estado judeu: aeroportos, usinas de força e instalações de tratamento de água. Por fim, mísseis Ghadar seriam usados para destruir os assentamentos humanos “até que o Estado judeu seja varrido do mapa completamente ”, disse Forghani.
O Irã é um dos principais produtores de mísseis do mundo, que já foram testados com sucesso em várias ocasiões. O plano de Forghani seria uma resposta ao anúncio do Pentágono de apoiar um programa de ataque israelense.
O Centro Internacional de Estudos Estratégicos (CIEE), com sede em Washington, fez um relatório sobre a capacidade de Israel de impedir o desenvolvimento nuclear no Irã. A conclusão é clara: somente com o apoio dos EUA.
O relatório detalha que Israel teria como alvo de ataque as usinas nucleares, embora saiba que sua missão tem poucas garantias de sucesso. Trata-se de um ataque arriscado, mas se concentrará em três usinas nucleares iranianas: o Centro de Pesquisa de Isfahan, a usina de enriquecimento de urânio em Natanz, e reatores de água pesada em Arak, capazes de produzir plutônio.
O CIEE traça dois tipos de cenários possíveis. A primeira seria uma operação de combate com cerca de 90 aviões, que lançariam bombas poderosas para destruir as três usinas. A ideia básica é que a liberação de radiação poderia matar milhares de iranianos imediatamente.
A segunda opção de Tel Aviv seria usar pelo menos 42 mísseis balísticos “Jericó”. Os autores discutem também a possível reação iraniana e concordam que um contra-ataque com mísseis Shahab 3, carregados de produtos químicos, seria altamente destrutiva para Israel.
O relatório diz que um ataque israelense seria ineficaz para acabar de vez com o programa nuclear iraniano. O chefe da inteligência de Israel, Aviv Kochavi, advertiu que seu país “poderia ser atacado com 200.000 mísseis de países inimigos”.
Por outro lado, no mês passado, o jornal The Sunday Times publicou um artigo que afirmava que dois esquadrões da Força Aérea de Israel estavam realizando um treinamento para lançar uma ação sobre a usina de Natanz, onde Teerã enriquece urânio num bunker a cerca de 200 metros de profundidade.
O Serviço Secreto israelense (Mossad) está convencido que o Irã terá sua bomba atômica pronta em apenas dois anos e que um ataque convencional não seria suficiente para acabar com o projeto. Um dos agravantes é que o Irã tem alianças com outra potência nuclear, o Paquistão, e boas relações com a Federação da Rússia e a China. Esses aliados poderiam dispor de seu arsenal iniciando umabatalha mundial de consequências imprevisíveis.
Com informações Deia.com
FONTE: Fim dos tempos.net

quinta-feira, 1 de março de 2012

Jornal revela um complô para matar o papa Bento XVI – A reportagem COMPLETA do jornal Il Fatto Quotidiano


Jornal revela um complô para matar o papa Bento XVI
Segundo documento entregue ao Vaticano, plano seria executado em um ano
O cardeal colombiano Dario Castrillón Hoyos entregou ao papa Bento XVI um documento no qual informava sobre a existência de um complô para matá-lo dentro de 12 meses, afirma nesta sexta-feira o jornal italiano Il Fatto Quotidiano. O periódico investigativo informa ainda que Castrillón entregou à Secretaria de Estado do Vaticano um documento para Bento XVI, escrito em alemão, no qual informava sobre o que disse o cardeal e arcebispo de Palermo, Paolo Romeo, durante algumas conversas na China em novembro.
A reportagem COMPLETA do jornal Il Fatto Quotidiano
Tradução de Moisés Sbardelotto.
http://www.ihu.unisinos.br/noticias/5064…e-12-meses
Mordkomplotts. “Complô de morte”. É impressionante ler claramente, em um documento estritamente confidencial e reservado, publicado com exclusividade pelo jornal Il Fatto Quotidiano, que um influente cardeal, o arcebispo de Palermo, Paolo Romeo, prevê com preocupante certeza a morte do papa até novembro de 2012. Uma morte que, pela segurança com que foi prognosticada, faz com que os interlocutores do cardeal entendam a existência de um complô para matar Bento XVI.
A nota é anônima e está datada de 30 de dezembro de 2011. Foi entregue pelo cardeal colombiano Darío Castrillón Hoyos à Secretaria de Estado e ao secretário do papa nos primeiros dias de janeiro, com a sugestão de realizar investigações para compreender exatamente o que o arcebispo Romeo fez e com quem falou na China.
O pontífice foi informado do conteúdo da nota em meados de janeiro passado, diretamente pelo cardeal Castrillón, durante uma audiência reservada, e o papa deve ter dado um pulo na cadeira. O documento começa com uma premissa em letras maiúsculas: “Estritamente confidencial”. Provavelmente, os homens que cuidam da segurança do pontífice – começando pela Gendarmeria Vaticana, liderada pelo ex-agente do serviço secreto italiano, Domenico Giani – estão tentando verificar as circunstâncias em que foram pronunciadas essas terríveis previsões e a sua credibilidade.
Sempre circulam lendas sobre conspirações vaticanas, e foram escritos muitos livros sobre a morte suspeita de João Paulo I. Mas aqui estamos diante de um ineditismo absoluto. Ninguém jamais havia colocado preto no branco a hipótese de um complô para matar o papa. Um complô que poderia se realizar daqui a novembro próximo e que está inserido no documento dentro de uma análise inquietante das divisões internas da Igreja, que veem contrapostos o papa e o secretário de Estado, Tarcisio Bertone, às vésperas de uma suposta sucessão, que esperamos que, ao contrário, esteja distante no tempo.
O complô e os protagonistas
Segundo a reconstrução atribuída pelo documento ao arcebispo Romeo (foto), Angelo Scola, arcebispo de Milão, seria o sucessor designado pelo Papa Ratzinger. O documento em posse do jornal Il Fatto Quotidiano está escrito em alemão, provavelmente para que seja plenamente compreendido apenas pelo papa e pelos mais próximos seus colaboradores e conterrâneos, como o Mons. Georg Gänswein [secretário pessoal do papa]. Ele começa com um longo “objeto” em negrito: “Viagem do Cardeal Paolo Romeo, Arcebispo de Palermo, a Pequim, em novembro de 2011. Durante as suas conversas na China, o cardeal Romeo profetizou a morte do Papa Bento XVI dentro dos próximos 12 meses. As declarações do Cardeal foram expostas, como alguém provavelmente informado de um sério complô criminoso, com tal segurança e firmeza que os seus interlocutores na China pensaram, com horror, que esteja sendo programado um atentado contra o Santo Padre”.
Depois dessa premissa explosiva, o texto se articula em três parágrafos, cada uma com um título em negrito. O primeiro é Viagem a Pequim; o segundo, Secretário de Estado, Cardeal Tarcisio Bertone, e o terceiro é Sucessão do Papa Bento XVI.
No primeiro parágrafo, reconstrói-se a estranha viagem à China realizada pelo arcebispo de Palermo, Paolo Romeo
um personagem influente na Igreja: 73 anos, nomeado cardeal no consistório de 20 de novembro de 2010 pelo papa, ele irá participar do próximo conclave. Nascido em Acireale em uma família rica e numerosa, Romeo é uma pessoa extrovertida, que gosta da boa cozinha e das tecnologias, tanto que, no site da sua arquidiocese, lê-se: “Siga-nos no Twitter”, que, segundo ele, “o Senhor poderia ter usado para os Dez Mandamentos”.
Depois de uma longa carreira que o levou às Filipinas, Venezuela, Ruanda, Colômbia e Canadá, ele foi nomeado núncio na Itália e, em 2006, quando devia ser nomeado presidente da Conferência Episcopal Italiana, promoveu uma consulta entre todos os bispos italianos, nunca autorizada e repudiada por Bento XVI.
Também foi repudiado pelo papa por uma carta sua de 2001, na qual se congratulava com um bispo francês condenado por não ter querido denunciar às autoridades civis um dos seus sacerdotes, culpado por abuso sexual de menores. Castrillón, mais velho do que Romeo, pertence à corrente mais tradicionalista da Igreja e, em 2009, como presidente da Comissão “Ecclesia Dei”, quando se ocupava dos lefebvrianos, não assinalou ao papa o perigo representado pelas posições antissemitas do bispo Williamson. Aos 80 anos completados em 2010, ele está aposentado e não participará do próximo conclave.
Castrillón, talvez, perceba como uma invasão de campo a visita de Romeo à China. Um país em que está em andamento uma duríssima repressão sobre a comunidade cristã, que se recusa a se submeter ao regime. Segundo o que está escrito no documento, no entanto, Romeo não teria se ocupado com isso: “Em novembro de 2011, o Cardeal Romeo se dirigiu com um visto de turista a Pequim, onde, de fato, não se encontrou com nenhum expoente da Igreja Católica na China, mas sim com homens de negócios italianos, que vivem, ou melhor, trabalham em Pequim, e alguns interlocutores chineses. Em Pequim, o Cardeal Romeo declarou ter sido enviado pessoalmente pelo Papa Bento XVI para prosseguir, ou melhor, para verificar as conversações iniciadas pelo Cardeal Darío Castrillón Hoyos em março 2010 na China. Além disso, ele afirmou ser o interlocutor designado pelo papa para se ocupar no futuro com as questões entre a China e o Vaticano”.
Os três parágrafos do documento
No primeiro parágrafo, o escritor anônimo do documento entregue aos homens do secretário de Estado, Bertone, e do papa por Castrillón traça substancialmente um Romeo um pouco vaidoso e gabola. O arcebispo de Palermo é creditado como um antigo amigo do cardeal Castrillón, especialista em relações com as Igrejas clandestinas desde os tempos da sua experiência nas Filipinas e até mesmo como membro de uma espécie de diretório secreto que governaria a Igreja de Ratzinger.
“O Cardeal Romeo surpreendeu os seus interlocutores em Pequim, informando-lhes que ele – Romeo – formaria, juntamente com o Santo Padre – Papa Bento XVI – e com o Cardeal Scola, uma troica. Para as questões mais importantes, portanto, o Santo Padre se consultaria com ele – Romeo – e com Scola”.
Depois, vem o parágrafo sobre as críticas que Romeu teria dirigido contra o chefe do governo da Igreja, o secretário de Estado, Tarcisio Bertone.
“O Cardeal Romeo criticou duramente o Papa Bento XVI, porque se ocuparia principalmente da liturgia, ignorando os ‘assuntos cotidianos’, confiados pelo Papa Bento XVI ao Cardeal Tarcisio Bertone, Secretário de Estado da Igreja Católica Romana”.
E não só isso: Bertone e Ratzinger são descritos como uma dupla de litigantes forçados a conviver entre os muros leoninos: “A relação entre o Papa Bento XVI e o seu secretário de Estado, o Cardeal Tarcisio Bertone, seria muito conflitante. Em uma atmosfera de confidencialidade, o Cardeal Romeo informou que o Papa Bento XVI literalmente odiaria Tarcisio Bertone e o substituiria com muito prazer por outro Cardeal. Romeo acrescentou, porém, que não haveria outro candidato adaptado para ocupar essa posição e que, por isso, o secretário de Estado, Cardeal Tarcisio Bertone, continuaria desempenhando o seu cargo”.
Nesse ponto, depois de observar que “a relação entre o secretário de Estado e Cardeal Scola também seria igualmente adversa e atormentada”, chega o parágrafo que trata da sucessão do papa, que vê em posição privilegiada justamente o cardeal Scola, desde sempre próximo ao Comunhão e Libertação.
“Em segredo, o Santo Padre estaria se ocupando da sua sucessão e já teria escolhido o Cardeal Scola como candidato idôneo, por ser o mais próximo da sua personalidade. Lenta mas inexoravelmente, ele o estaria preparando e formando para assumir o cargo de papa. Por iniciativa do Santo Padre – segundo Romeo –, o Cardeal Scola foi transferido de Veneza para Milão, para poder se preparar de lá com calma ao seu papado. O Cardeal Romeo continuou surpreendendo os seus interlocutores na China – continua o documento entregue pelo cardeal colombiano ao papa – continuando a transmitir indiscrições”.
E eis que, depois de examinar o quadro das relações conflitantes dentro do Vaticano em vista da sucessão de Ratzinger, Romeo, segundo a nota, teria jogado uma bomba diante dos seus interlocutores:
“Seguro de si, como se o soubesse com precisão, o Cardeal Romeo anunciou que o Santo Padre teria somente outros 12 meses para viver. Durante as suas conversas na China, ele profetizou a morte do Papa Bento XVI dentro dos próximos 12 meses. As declarações do Cardeal foram expostas como alguém provavelmente informado de um sério complô criminoso, com tal segurança e firmeza que os seus interlocutores na China pensaram, com horror, que está sendo programado um atentado contra o Santo Padre”.
Para confirmar a veracidade dos fatos relatados, o documento afirmou maliciosamente:
“O Cardeal Romeo se sentia seguro e não podia imaginar que as declarações feitas nessa rodada de conversações secretas poderiam ser transmitidas por terceiros ao Vaticano”.
Sucessão, negações e o emaranhado vaticano
O encerramento é dedicado ao tema central que evidentemente angustia o autor da nota: a sucessão de Ratzinger:
“Também seguro de si, Romeo profetizou que, já agora, seria certo, embora ainda secreto, que o sucessor de Bento XVI será, em todo caso, um candidato de origem italiana. Como descrito antes, o Cardeal Romeo enfatizou que, depois do falecimento do Papa Bento XVI, o Cardeal Scola será eleito Papa. Scola também teria inimigos importantes no Vaticano”.
O jornal Il Fatto Quotidiano, na noite desta quinta-feira, 9 de fevereiro, telefonou para o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, padre Federico Lombardi, para perguntar a posição oficial do Vaticano sobre esse documento, mas a sua resposta foi: “Publiquem o que vocês acreditam, mas assumam a responsabilidade. Parece-me uma coisa tão fora da realidade e pouco séria que não quero nem levá-la em consideração. Parece-me incrível e eu não quero nem comentar”.
Uma atitude de total negação dos fatos que parece ser discutível, porque o documento levanta questões importantes não só sobre a saúde e a segurança do papa, mas também sobre a situação no mínimo desconcertante em que a Igreja se encontra.
Bento XVI é o líder da religião mais difundida sobre a Terra. Para os 2 bilhões de católicos, ele é o guardião da doutrina e – para além da veracidade das afirmações contidas na nota que deve ser totalmente confirmada –, esse texto deve ser levado à atenção da opinião pública. Uma carta do gênero não é uma questão que pode permanecer confinada no circuito de correspondência entre gendarmes, Secretaria de Estado e cardeais, mas deve ser explicada aos cristãos, cada vez mais atônitos com o que leem nos jornais.
O Fatto Quotidiano já publicou, no dia 4 de fevereiro, a carta do núncio nos Estados Unidos, Carlo Maria Viganò, ex-secretário do Governatorato da Cidade do Vaticano, na qual o arcebispo formulava acusações gravíssimas da corrupção, dos furtos e dos faturamentos falsos ocorridos dentro dos muros leoninos, e acusava de supostos crimes o monsenhor Paolo Nicolini, diretor dos Museus Vaticanos.
Depois, publicamos um documento exclusivo sobre as relações AIF-UIF [Autoridade de Informação Financeira do Vaticano e Unidade de Informação Financeira italiana] que documentava a escolha do Vaticano de não fornecer informações bancárias anteriores a abril de 2011 às autoridades antilavagem de dinheiro.
Agora, desdobre-se um documento em que se fala sem remorso da morte certa do papa e até se fantasia um possível complô para matar o pontífice. Por isto a nota sobre a morte do papa deve ser publicada: para que se confirme coram populo a sua origem e a sua veracidade, e, sobretudo, para que finalmente a Santa Igreja Romana saia do silêncio e explique aos seus fiéis (e não só a eles) como é possível que, entre os cardeais e o papa, circulem previsões certas de morte e hipóteses homicidas que, só de ler, sentem-se calafrios.
FONTE: http://fimdostempos.net

Chave da imortalidade de vermes é encontrada


Turbellaria é o nome científico dessa classe, conhecida por planárias. Estes vermes geralmente só são lembrados em aulas de biologia que falam sobre as doenças que estes platelmintos podem trazer. Se isso já é um motivo para não gostar muito desses bichinhos, um dado torna as coisas piores: eles têm uma capacidade aparentemente eterna para se regenerar e manter o corpo jovem. É como se “não envelhecessem”. Mas afinal, como eles conseguem isso?
Essa questão foi investigada mais detalhadamente por cientistas da Universidade de Nottingham (Inglaterra), que publicaram um estudo sobre o assunto na última semana. Já se sabe que as planárias, tanto as que se reproduzem sexuadamente quanto as que o fazem de forma assexuada, podem substituir tecidos velhos no corpo por um período indefinido, o que lhes dá uma longevidade quase imortal.
A diferença entre os seres humanos e as planárias está nas células-tronco. No nosso caso, conforme o tempo passa e as células-tronco se dividem para reparar a perda de células mortas, as novas cópias vão mostrando sinais de envelhecimento. A pele é o órgão onde este efeito fica mais visível.
A cada nova cópia celular, as cadeias de DNA no núcleo ficam mais frágeis porque o telômero diminui de tamanho. O telômero nada mais é do que a estrutura que forma a extremidade de cada cromossomo e protege o material na cadeia-hélice. Ao longo do tempo, o telômero fica tão curto que a célula perde a capacidade de se renovar.
No caso dos platelmintos, isso não ocorre. A substância responsável por manter o telômero em seu tamanho originário é a telomerase. Enquanto o ser humano só produz telomerase em seu estágio de desenvolvimento, as planárias a fabricam o tempo todo. Isso foi provado em um estudo de 2009: quando os cientistas desativaram a fabricação de telomerase em planárias, as células deixaram de se renovar com a mesma eficiência.
Mas ainda falta resolver um enigma. Apenas as planárias assexuadas apresentam o gene que produz telomerase eternamente. As sexuadas não o fazem, e mesmo assim renovam suas células com a mesma longevidade.
Os cientistas ainda não sabem se elas acabam encurtando o telômero depois de muito tempo ou se possuem outro mecanismo para mantê-lo no tamanho original. Essa é a resposta que falta para que possamos entender um dos processos-chave do envelhecimento. [ScienceDaily]

Descoberto o segredo da vida eterna?

A autofagia é um processo fundamental aos seres vivos. A partir dela, cada componente das células é renovado. Em experimentos com moscas e ratos, cientistas verificaram que estimular a autofagia faz com que haja aumento da longevidade. Assim, seria teoricamente possível manipular a duração da vida através da autofagia. E uma cientista sueca descobriu que isso poderia ser feito através de uma proteína.
O termo “autofagia” sugere a ideia de “comer a si mesmo”. Neste processo, uma membrana envolve o material celular inutilizado e se associa a um lisossomo. O lisossomo, por sua vez, quebra em moléculas menores as organelas velhas, que precisam ser substituídas.
A pesquisadora sueca Karin Håberg descobriu que existe uma proteína, chamada de SNX 18, que se liga às membranas autofágicas e pode remodelá-las. Esse papel da SNX 18 ficou provado quando ela experimentou desativar a produção da proteína pelo DNA: imediatamente após a interrupção, a atividade autofágica declinou.
Quando, ao contrário, a produção de SNX 18 foi super estimulada, o número de membranas autofágicas em ação aumentou. Com isso, conforme explica a cientista, fica evidente que a autofagia é diretamente dependente da influência dessa proteína, e futuramente poderemos regular a autofagia em animais através desse controle.
Fonte: http://hypescience.com